Vemos uma família. Saiba como fazer a gestão de restaurante familiar!
Publicado em 27 de maio de 2022

Gestão de restaurante familiar: como evitar crises?

O senhor Paulo tinha um pequeno restaurante e sua mulher, dona Sônia, o ajudava na cozinha. Com o passar dos anos, o filho do casal foi crescendo nas dependências do estabelecimento e ainda jovem, começou a ajudar os pais na administração. Então, ele casou e teve filhos. Sua mulher entrou no negócio, assim como os filhos… Essa história pode ser contada apenas trocando os nome, mas é bem mais comum do que você pode achar. E não pense você que fazer a gestão de restaurante familiar é uma tarefa simples. Por isso, no artigo de hoje, a Tronsoft separou algumas dicas para lhe ajudar a evitar crises e melhorar o desempenho do seu restaurante. Acompanhe a leitura e descubra!

4 dicas para fazer a gestão de restaurante familiar

1 – Defina bem as funções de cada pessoa

Dados do Sebrae e do IBGE afirmam que 90% dos negócios no Brasil tem gestão familiar. E para que não ocorram falhas nesse sistema, é preciso ter uma definição muito clara de funções e cargos. Ter isso bem estruturado vai impedir que uma pessoa entre no trabalho da outra. E mais, dessa forma não há perda de tempo tentando entender quem faz tal função.

2 – Tenha um planejamento financeiro separado das contas da família

Por estar tudo entre família, algumas pessoas acreditam que não é preciso separar o planejamento financeiro. Mas isso é um grande erro. As contas da empresa devem ser específicas para gastos da empresa. Sendo assim, também é válido separar todas as contas fixas como fornecedores, luz, água, internet, etc para você saber o quanto sai de custos e o quanto entra de dinheiro. Se você mistura as contas e tira dinheiro seu para cobrir algo da empresa, ou vice-versa, além de dar erro no faturamento no final do mês, você pode ter problemas para repor esse dinheiro futuramente.

3 – Invista em treinamentos

Independente de ser uma gestão de restaurante familiar ou gestão comercial contratada é preciso manter todos os membros da equipe motivados. E, além disso, todo mundo precisa estar em sintonia e apto para realizar o trabalho que lhe foi delegado. Por isso, os treinamentos são ótimas alternativas. Eles ajudam a realizar o trabalho com mais qualidade. Ao mesmo tempo, isso ainda melhora o retorno para a empresa e dá um feedback positivo para o funcionário. Funcionário feliz, seja ou não da família, trabalha melhor e traz mais resultados.

4 – Escolha um software para ajudar a controlar a gestão

Para não deixar a gestão de restaurante familiar de forma amadora, você pode investir em um sistema de gestão completo que atenda a área. O sistema de gestão ajuda com pontos essenciais como:

  • planejamento de ações – visando melhorar ou modificar algo que seja necessário. Ele analisa e entende os acertos e falhas desde a cozinha até a gestão financeira;
  • controle de finanças – com ele é possível avaliar quais investimentos devem ser feitos, além da prestação de contas referentes aos gastos do local;
  • verificação do estoque – com essa gestão fazemos o controle de materiais, assim como qualidades e quantidades;
  • automatização de processos – nem tudo precisa ser feito na mão e quando você consegue automatizar algo, libera tempo “humano” para tarefas mais importantes ou mais complexas;
  • monitoramento de resultados – quando todas as essas etapas estão em andamento, deve-se fazer o gerenciamento para acompanhar os resultados alcançados. Com isso, é possível ainda verificar se os investimentos foram bem aplicados e o que deve ser modificado.

Já conhece a Tronsoft?

Com mais de 20 anos de experiência no mercado de bares e restaurantes, a Tronsoft conhece os desafios de ter uma gestão de restaurante familiar. Por isso, nos especializamos em software para melhorar o funcionamento do seu negócio.

O TronSolution é um sistema de automação e gestão completo, seguro e fácil de operar. Entre em contato e conheça mais sobre nossas soluções!